Escolas de Ilhéus, Eunápolis e Barreiras realizam atividades referentes ao ‘Projeto Eleitor do Futuro’

Escolas de Ilhéus, Eunápolis e Barreiras realizam atividades referentes ao ‘Projeto Eleitor do Futuro’

Atividades pedagógicas nas escolas municipais com as temáticas do Projeto Eleitor do Futuro

Representantes de escolas municipais em Ilhéus, Eunápolis e Barreiras estão desenvolvendo atividades pedagógicas com temáticas alinhadas ao ‘Projeto Eleitor do Futuro’, conforme sugerido nas reuniões realizadas com a Escola Judiciária Eleitoral da Bahia (EJE/BA). Essas ações resultam dos acordos de cooperação firmados entre o Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), por meio de sua Escola Judiciária, e algumas prefeituras de municípios baianos, por meio das Secretarias de Educação.

O projeto, coordenado pela EJE/BA, está sendo levado ao interior do Estado, a fim de fomentar a conscientização em crianças e adolescentes sobre a importância do voto e o exercício da cidadania, ampliando seus horizontes.

Além dos estudos sobre a sociedade na Grécia Antiga, pensamento dos filósofos consagrados, da mitologia grega, alunos do 9º ano do ensino fundamental da Escola Municipal Humberto de Campos, em Eunápolis, têm sido oportunizados ao diálogo sobre educação política. Nas aulas da disciplina de Filosofia e Ética, a professora Marineide Araújo também incluiu na programação tópicos relacionados à cidadania, democracia, direitos e deveres do cidadão, voto consciente.

Segundo Marineide, as atividades pedagógicas são desenvolvidas na modalidade oral e escrita. Durante as aulas, os alunos participam de rodas de conversa, produção de literatura de cordel, leituras da cartilha ‘Voto e Cidadania’ e do poema ‘Cidadania’, do escritor Thiago de Mello.  “O Projeto Eleitor do Futuro proporciona a reflexão do público jovem, nesse momento crítico que vivemos, sobre a possibilidade de mudanças através do voto”, afirmou.

A fim de promover o ‘Projeto Eleitor do Futuro’ na escola a turma realizou visita à Câmara Municipal dos Vereadores de Eunápolis. O objetivo é que, na prática, os alunos conheçam o trabalho dos representantes dos três poderes, iniciando pelo Legislativo.  “O entendimento dos meninos sobre a divisão dos poderes já está bem sedimentado. Ainda tomaram conhecimento sobre as lutas históricas que mudaram a política brasileira, como o movimento das Diretas Já”, avaliou a professora. O tema do recadastramento biométrico também foi inserido nas discussões. “Vamos combinar visita ao Cartório Eleitoral da cidade para que os alunos vejam como é feito e o porquê do recadastramento biométrico”, completou.

No Sul do Estado, a professora Lucineide Santos desenvolve, há duas semanas, iniciativa semelhante com os alunos do 8º e 9º anos do ensino fundamental II, da Escola Municipal Princesa Isabel, em Ilhéus, e já considera positivos os resultados, despertando interesse de outros professores em aderir à proposta em suas aulas. “Tem sido muito bom o trabalho com os jovens. Exibição de vídeos educativos e o caça-palavras da revistinha ‘Eleitor do Futuro’, são algumas de nossas atividades. Professores de outras turmas já desejam conhecer o ‘Projeto Eleitor do Futuro’ e, até os pais dos alunos, estão percebendo que eles estão mais críticos e atentos à realidade social”, pontuou Lucineide.     

Em Barreiras, a coordenadora pedagógica do Colégio Municipal Padre Vieira, Daniela Mariano, relatou que os temas propostos pelo projeto foram abordados dentro das disciplinas de redação e história com os estudantes. “Primeiro, foi explicado sobre a importância dos Legislativo, Executivo e Judiciário e as funções de cada um, posteriormente, abordaremos a importância do voto na construção da democracia e a evolução do processo do voto, das eleições”, disse Daniela.

AA

Últimas notícias postadas

Recentes