Primeiro encontro do Projeto #PartiuMudar debate sobre fake news

Outros temas relacionados à democracia também foram abordados entre professores e alunos da rede estadual de ensino; aula foi realizada na sede do TRE-BA

Primeiro encontro do Projeto #PartiuMudar – Educação para a Cidadania Democrática no Ensino Médio

Professores, gestores e estudantes de seis unidades do ensino estadual de Salvador (BA) se reuniram, na tarde dessa quinta-feira (3/5), na sede do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), para o primeiro encontro do projeto #PartiuMudar – Educação para a Cidadania Democrática no Ensino Médio. No evento, eles assistiram a uma aula do professor da Faculdade de Direito da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Gabriel Marques, sobre temas como a história da Constituição brasileira e o papel da mídia na democracia contemporânea, sendo a fake news um dos norteadores do debate.

“Este momento é muito relevante porque precisamos justamente criar os alicerces das mudanças que queremos para nosso país”, defende o professor Gabriel Marques, há 10 anos lecionando Direito Constitucional na graduação. Durante três horas, ele falou sobre relações de poder em países democráticos, dando especial atenção à trajetória da Carta Magna brasileira, de sua primeira versão, em 1824, à que chamamos de “Constituição Cidadã”, de 1988.

Trata-se do primeiro de quatro encontros realizados pelo projeto, que é fruto de uma parceria entre as Escolas Judiciárias Eleitorais (EJEs), a Justiça Eleitoral e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF). O objetivo é engajar escolas da rede pública a promoverem discussões sobre política e democracia, estimulando a curiosidade e o interesse dos jovens no assunto, além de aproximá-los do processo eleitoral, considerado um dos mais importantes momentos da democracia representativa.

Na ocasião, o professor Gabriel Marques iniciou uma discussão a respeito das fake news, que têm levantado polêmica por seu uso político. Ele deu dicas ao público de como identificar falsas notícias, como investigar as fontes e avaliar manchetes de teor absurdo ou sensacionalista. As recomendações vão servir para que os grupos de professores e alunos “desmontem” uma fake news que selecionarem, por meio de pesquisa em redes sociais. O trabalho está programado para o próximo encontro.

“Eu me interesso muito por este tipo de iniciativa, pois nunca se falou tanto em política no Brasil quanto hoje em dia. Por isso, é importante que a gente tente se conscientizar de todas as maneiras possíveis”, afirma o estudante Vitor Gonçalves, de 17 anos, que é aluno do terceiro ano no Colégio Estadual Odorico Tavares. Não à toa, ele sonha em cursar história no ensino superior, para “entender nossas origens políticas”, completou.

Saiba mais sobre o projeto #PartiuMudar

O projeto #PartiuMudar conta com um hotsite hospedado no portal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que funciona como base online de iniciativas e conteúdos voltados para a educação política. O portal conta com vídeos, imagens, guia do professor, guia do programa “Eleitor do Futuro”, espaço para enquetes, bancos de boas práticas (de alunos e de professores) e notícias.

JN

Últimas notícias postadas

Recentes