“Reforma Política” é debatida em evento promovido pela EJE/BA

Palestrantes mostraram pontos de vista relacionados ao tema, que está em plena discussão no cenário político brasileiro

Reforma Política é debatida pelos professores Jaime Barreiros Neto, Paulo Fábio Dantas Neto e Saulo José Casali Bahia.
Palestrantes mostraram pontos de vista relacionados ao tema, que está em plena discussão no cenário político brasileiro

Foi realizada na Sala de Sessões do TRE-BA mais uma edição da Sexta Cultural, promovida pela Escola Judiciária Eleitoral da Bahia (EJE/BA). Dessa vez, o tema foi “Reforma Política”, debatido pelos professores Jaime Barreiros Neto, Paulo Fábio Dantas Neto e Saulo José Casali Bahia. 

Um dos pontos mais polêmicos das discussões foi o fundo de financiamento público de campanha. De acordo com o professor Saulo José Casali Bahia, o assunto não vem sendo tratado de maneira correta pela mídia e pelos eleitores. “Há uma manipulação muito grande de informação em relação ao fundo partidário. De certo modo, existe até certa hipocrisia quando se critica o fato de estabelecermos um fundo público. Digo isso porque já temos um financiamento público para campanha parcial no Brasil. O fundo partidário em 2016, por exemplo, foi de R$ 815 milhões, ou seja, nós já temos um fundo partidário que consome quase 1 bilhão de reais com recursos públicos", disse durante a palestra. 

O professor Paulo Fábio Dantas Neto enalteceu o evento e elogiou a iniciativa da EJE/BA em trazer o debate para o TRE baiano. “Qualquer discussão sobre política no nosso país é muito importante no momento, não porque eu considere que política seja a única coisa a ser resolvida no Brasil, acho que política continua sendo, apesar de todos os pesares, uma atividade que tem encaminhado soluções para os problemas do país e, exatamente por isso, tem que ser conversado com muita serenidade, muita racionalidade e esses eventos ajudam para que as discussões aconteçam dessa maneira, o que não tem sido muito comum em determinados ambientes onde a política vem sendo tratada de maneira muito inapropriada, que é como se fosse algo semelhante a futebol ou religião”. 

O professor e servidor do TRE-BA, Jaime Barreiros, também falou sobre a iniciativa. “Reforma Política é algo que sempre estará em pauta e a democracia é um processo, não é algo estático, é dinâmico, e faz de uma democracia efetiva a pluralidade de ideias, de opiniões. Então, evidentemente que teremos a continuidade desse debate, ele não vai 'morrer'. Considero que mudanças pontuais é o melhor caminho, não acho que as reformas institucionais sejam a solução para todos os problemas brasileiros. Não concordo com a ideia de ‘mudar tudo porque está tudo errado’, não é por ai, eu sou mais conservador”, disse.

Assista na TV TRE-BA

TS

Últimas notícias postadas

Recentes