Presidente do TRE-BA é agraciado com Medalha do Mérito Eleitoral Acadêmico

Homenagem ocorreu nesta segunda-feira (16/12), na sala de sessões do Eleitoral; também receberam a honraria o procurador Cláudio Gusmão e o juiz Diego Castro

TRE-BA presidente é agraciado com Medalha do Mérito Eleitoral Acadêmico

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), desembargador Jatahy Júnior, foi homenageado com a Medalha do Mérito Eleitoral Acadêmico Ministro Francisco Peçanha Martins, nesta segunda-feira (16/12). Também foram agraciados com a honraria o procurador Cláudio Gusmão e o juiz Diego Castro. A cerimônia de entrega das medalhas ocorreu na Sala de Sessões do TRE-BA.

Confira homenagens na TV TRE-BA

Durante a entrega da honraria, o desembargador demonstrou apreço e satisfação pela homenagem prestada a ele. “É uma grande honra e uma grande alegria receber a Medalha do Mérito Eleitoral Acadêmico Ministro Francisco Peçanha Martins, agradeço a indicação e a provação do meu nome”, expressou o presidente.

A comenda, instituída pela Resolução Administrativa Nº6/2018, é concedida pela Escola Judiciária Eleitoral da Bahia (EJE/BA) como forma de homenagear juristas, cientistas políticos, acadêmicos, professores, pedagogos e demais personalidades que tenham contribuído para o crescimento e desenvolvimento da EJE/BA.

Lançamento da 7º edição da Revista Populus

Durante a cerimônia, a EJE baiana promoveu o lançamento do sétimo número da Revista Populus. A edição contempla artigos científicos de professores nacionais e estrangeiros e de servidores deste Tribunal, nas áreas de Ciência Política e de Direito Eleitoral. São 11 artigos, sendo nove inéditos. 

“É com grande júbilo que promovo o lançamento da sétima edição da Revista Populus. Agradeço a todos que contribuíram para a nossa estimada revista”, afirmou o diretor da EJE/BA, Freddy Pitta.

Despedida

A sessão solene marcou ainda a despedida do juiz Diego Luiz Lima de Castro da Corte Eleitoral. O magistrado cumpriu o biênio 2017-2019 na Classe dos Advogados. Durante seu discurso, Diego Castro emocionou-se e lembrou-se do período em que representou a classe. “Gostaria de iniciar minhas palavras dizendo que sou advogado e, como advogado, preciso ter lado. No entanto, aqui eu só tive um lado: o da Lei, o da nossa Constituição. Processo nunca teve capa para mim, apenas conteúdo, e foi assim que procurei exercer, durante meu biênio, a análise de qualquer matéria trazida a minha apreciação. Encerro minha atividade nesta Corte muito mais edificado, fui mais servido por vossas excelências do que servi. Agradeço a todos pelos dias que aqui exerci meu trabalho”, disse.

Durante a cerimônia, o juiz Diego Castro foi presentado com uma coletânea, contendo seus principais votos como magistrado do TRE baiano.       

Últimas notícias postadas

Recentes