“Projeto Eleitor do Futuro” chega a Feira de Santana

Alunos do Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães, em Feira de Santana, participaram de ação promovida pela Escola Judiciária Eleitoral da Bahia (EJE/BA)

Evento fez parte da interiorização da Justiça Eleitoral

Alunos do Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães, localizado no município de Feira de Santana, participaram de mais uma edição do “Projeto Eleitor do Futuro”. A ação, promovida pela Escola Judiciária Eleitoral da Bahia (EJE/BA), contou com a participação do desembargador José Edivaldo Rocha Rotondano, presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA); da corregedora eleitoral Patrícia Cerqueira Kertzman Szporer; e do juiz Diego Luiz Lima de Castro, diretor da EJE/BA. O evento ocorreu na segunda-feira (18/3) e integrou programação de transferência simbólica da sede do TRE baiano para a cidade.

O presidente do Regional conversou com a plateia, exclusivamente composta por alunos do Ensino Médio, e explicou a importância do projeto e da participação de todos. “Hoje estamos aqui para mostrar o que acontece no dia do pleito. A Justiça Eleitoral é a chamada justiça da cidadania, onde somos nós que promovemos a democracia, que dirigimos o processo eleitoral da melhor forma, correta e com lisura. Vocês são, além de eleitores do futuro, os responsáveis pelo destino do nosso país”, disse o desembargador Rotondano.

Na oportunidade, o presidente anunciou que o prefeito eleito e o segundo colocado exercerão por um dia o cargo de prefeito e de presidente da Câmara de Vereadores da cidade, respectivamente. “Quero anunciar que o mais votado será prefeito por um dia de Feira de Santana, acompanhando o gestor municipal em suas ações. Já o segundo mais votado será o presidente da câmara por um dia, seguindo a rotina e atribuições do chefe do Poder Executivo”.

Atividades

Durante o evento, os estudantes participaram de atividades, onde tiveram a oportunidade de vivenciar o processo eleitoral, desde a campanha política, trabalho dos mesários, votação em urnas eletrônicas, até a divulgação do resultado do pleito. Na ocasião, os jovens candidatos ao cargo de prefeito apresentaram suas propostas aos colegas.

O aluno do 1º ano, Rafael Reichenbach, 16 anos, que representou o Partido dos Ritmos, venceu a eleição com 72 votos. “Foi uma experiência maravilhosa, foi algo diferente. Fiquei muito feliz pela preferência dos meus colegas. O importante não é vencer, mas sim que todos nós levemos essa experiência a frente, como aprendizado de cidadania, de como devemos ser conscientes com nossas escolhas. A democracia é bela”, concluiu. 

O diretor da EJE/BA, juiz Diego Castro, falou sobre a importância da promoção de projetos como esse. “É muito dignificante participar do ‘Projeto Eleitor do Futuro’, que consegue traduzir que o papel do TRE não diz respeito apenas ao processo eleitoral, mas também ao exercício pleno da cidadania e da democracia. Principalmente quando estamos diante dos verdadeiros eleitores e políticos do futuro: os jovens estudantes”, disse.

 

HS

Últimas notícias postadas

Recentes