Biometria: Bahia se aproxima dos 90% de eleitores recadastrados

Eleições 2020 ocorrerão com obrigatoriedade da identificação biométrica em todos os municípios baianos; terceiro e último ciclo da revisão no estado deverá ser concluído em fevereiro

Banner com dedoches da campanha da biometria sobre fundo branco e, ao centro, os dizeres: biometria, a digital de cada um faz a diferença

Mais de 88% dos eleitores baianos já informaram seus dados biométricos à Justiça Eleitoral. O dado, divulgado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA), significa dizer que dos 10.445.052 eleitores, 9.234.023 já estão biometrizados. Em seu terceiro e último ciclo da revisão eleitoral, o estado pretende alcançar os 100% de eleitores com biometria até fevereiro de 2020. 

Atualmente, 242 cidades estão em processo de recadastramento de seus eleitores. Dos mais de 9 milhões de cidadãos biometrizados no estado, cerca de 2,3 milhões realizaram o procedimento biométrico este ano. 

Para os pouco mais de 1,2 milhão de eleitores baianos que ainda não buscaram o cartório ou posto da Justiça Eleitoral de sua cidade, o alerta do TRE-BA é o de que o façam até fevereiro de 2020. O eleitor que não estiver com suas digitais cadastradas no sistema eleitoral não poderá participar do pleito do próximo ano. 

Com a conclusão da revisão biométrica em todo o estado prevista para 2020, as eleições municipais ocorrerão com obrigatoriedade de identificação biométrica para todas as cidades baianas. Conforme a Justiça Eleitoral, o procedimento garante mais segurança ao pleito, uma vez que impede que um eleitor vote com utilização de identificação de outro. 

Na Bahia, o processo de revisão biométrica do eleitorado teve início em 2009, em Pojuca. Até a mais recente etapa encerrada – em 31 de outubro de 2019 – mais de 85% de regularizações foram realizadas.  

Últimas notícias postadas

Recentes