TRE-BA conquista categoria “Ouro” no Prêmio CNJ de Qualidade

Premiação foi divulgada nesta segunda (25/11), durante o XIII Encontro Nacional do Poder Judiciário

TRE-BA presidente recebe Prêmio CNJ

O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) conquistou, nesta segunda-feira (25/11), a categoria “Ouro” no “Prêmio CNJ de Qualidade”. A premiação foi divulgada durante o XIII Encontro Nacional do Poder Judiciário, que acontece em Maceió (AL). O presidente do Eleitoral baiano, desembargador Jatahy Júnior, participa do evento acompanhado do secretário de Planejamento, Estratégia e Eleições (SPL), Maurício Amaral, e da coordenadora de Planejamento de Estratégia e Gestão (COPEG), Luciana Bichara.

“É como muita alegria que, na condição de Presidente, recebi o Prêmio CNJ de Qualidade na categoria Ouro para o nosso TRE da Bahia. Tal premiação eu compartilho com todos os membros da Corte, com os juízes eleitorais e com o extraordinário quadro de servidores da Justiça Eleitoral da Bahia. Todos sabem que o lema dessa gestão é ‘TRE-BA - Justiça, Cidadania e Serviço’. Agora, poderemos dizer: TRE-BA OURO - Justiça, Cidadania e Serviço. Muito obrigado a todos”, comentou o presidente do TRE-BA.

A abertura do evento foi feita pelo presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, que apresentou a conferência “Avanços do Poder Judiciário e seus novos desafios”. O encontro reúne presidentes dos tribunais, corregedores, membros de associações, representantes da Rede de Governança Colaborativa do Poder Judiciário e responsáveis pela área de gestão estratégica e estatística.

Além da palestra do ministro Dias Toffoli, o primeiro dia do XIII Encontro Nacional do Poder Judiciário também foi marcado pela exibição do vídeo de apresentação do Portal CNJ de Boas Práticas do Poder Judiciário e reflexões sobre temas relevantes para Justiça brasileira.

Os trabalhos prosseguem amanhã (26/11) com a apresentação do “Panorama dos Tribunais Superiores”, exposição com os resultados dos projetos ou ações realizadas no 2019. Na sequência, ocorrerão painéis simultâneos com a abordagem dos seguintes temas: “Automação e efetividade da prestação jurisdicional”, “Estado de coisas inconstitucional do sistema prisional: caminhos para a superação”, “Lei Geral de Proteção de Dados e sua implementação nos tribunais”, “Gestão da Saúde no Poder Judiciário” e “Sistemas de Gestão e Integração de Corregedorias e Presidências”.

Os trabalhos serão encerrados com a apresentação das Metas do Poder Judiciário para 2020 e os macrodesafios do Judiciário para o período 2021-2026.

Sobre o Prêmio CNJ de Qualidade

Instituído pela Portaria CNJ n° 88 de 28 de maio de 2019, o Prêmio CNJ de Qualidade tem o objetivo de estimular os tribunais brasileiros na busca pela excelência na gestão e planejamento; na organização administrativa e judiciária; na sistematização e disseminação das informações; e na produtividade, sob a ótica da prestação jurisdicional.

Para definição dos resultados o desempenho dos tribunais é avaliado com base em critérios distribuídos em três eixos temáticos: Governança, Produtividade, e Transparência e Informação.

Para premiação foram criadas categorias de Prêmio Excelência, Prêmio Melhor do Ano 2019 e Prêmio CNJ de Qualidade. O Prêmio Excelência é atribuído aos tribunais que obtiverem excelente desempenho, com pontuação igual ou maior que 95%. A premiação “Melhor do Ano 2019” é atribuída aos tribunais com melhor desempenho por segmento de justiça e que tiverem atingido, no mínimo, 60% da pontuação relativa.

Já o Prêmio CNJ de Qualidade será destinado aos tribunais que tiverem melhor desempenho no ranking geral, considerando todos os ramos de justiça, distribuídos nas  categorias “Diamante”, “Ouro” e “Prata”. Para mais informações sobre o prêmio, acesse a Cartilha Prêmio CNJ de Qualidade.

Com informações do CNJ

Últimas notícias postadas

Recentes