Em entrevista ao “TRE-BA Democracia”, juiz Gustavo Mazzei detalha quais os objetivos do Núcleo de Cooperação Judiciária

Ele foi eleito em junho deste ano para presidir o núcleo que foi criado conforme recomendação do Conselho Nacional de Justiça

TRE-BA entrevista do programa TRE-BA Democracia, com o juiz Gustavo Mazzei

O terceiro vídeo da série de entrevistas com os juízes que integram a Corte Eleitoral baiana vai ao ar quinta-feira (24/08) e traz como convidado do programa “TRE-BA Democracia”, o juiz cooperador Gustavo Mazzei, eleito para ficar à frente do Núcleo de Cooperação Judiciária, em junho deste ano.  

Confira a entrevista

O magistrado explica que o Núcleo foi criado, a partir de uma determinação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) nº 38/2011, para “aprimorar os trabalhos em conjunto com a Corregedoria, Ouvidoria e, além disso, melhorar a análise e o diagnóstico das políticas judiciárias do Tribunal”, afirma.  

Em um ano e três meses de trabalho dedicado ao TRE-BA, Gustavo Mazzei contabiliza a apreciação de quase 300 processos. E nesse período, ele revela testemunhar a capacidade que o órgão tem de atender as demandas apresentadas no âmbito de prestação de contas, registro de candidatura, entre outras.  

Questionado acerca das expectativas para esse pleito, o juiz explica que é de atender todas as demandas apresentadas à Corte, considerando que o Regional conta com uma modernização de sistemas e capacidade de desempenho dos servidores. Além disso, ele orienta que os cidadãos sejam fiscais de qualquer tipo de irregularidade dos candidatos.  

Assista ao programa na íntegra.  

DS

Últimas notícias postadas

Recentes