Americanos se dizem impressionados com o sistema eleitoral brasileiro

Em visita a sede do TRE-BA, na tarde desta terça-feira (17/05), estudantes e cientistas políticos do Texas ressaltaram a eficiência e transparência na realização das eleições no Brasil

Parlamentar e, também, aluna da Texas Southern University, presenteando o ex-presidente do TRE-BA, desembargador Mário Alberto Hirs
"Impressionados com a transparência e eficiência do sistema eleitoral brasileiro", assim afirmaram estar os estudantes e cientistas políticos norte-americanos que visitarem a sede do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) na tarde desta terça-feira (17/05), em evento organizado pela Escola Judiciária Eleitoral da Bahia (EJE/BA). 

Os 22 alunos do Programa de Mestrado em Administração Pública da Texas Southern University estão no Brasil por meio de programa de estudos sobre o País, realizado com apoio do programa A Cor da Bahia, da Universidade Federal da Bahia (UFBA). A vinda dos estudantes foi organizada pelo professor de Ciências Sociais da Ufba, Cloves Oliveira, coordenador no Brasil do programa de estudos. 

Na passagem pelo TRE eles puderam conhecer, em apresentação conduzida pelo coordenador de eleições, André Cavalcante, a logística montada para a realização do pleito. 

Aos visitantes foram apresentadas as vantagens trazidas com o voto eletrônico - implementado no Brasil a partir de 1996 - mas também as dificuldades encontradas no transporte das urnas eletrônicas num País onde 40% do território é coberto pela floresta amazônica. Antes, os participantes acompanharam a explanação do professor de Direito Jaime Barreiros, analista judiciário do TRE e mestre em Direito Público. O especialista falou do processo eleitoral no Brasil, apresentando o seu funcionamento assim como o histórico da Democracia no País. 

Elogios
A delegação contou com mais cinco estudantes do curso de Ciências Sociais da Ufba além de cientistas políticos e a vereadora Wanda Adams, da Câmara Municipal de Houston (Texas/EUA). 

A parlamentar, também aluna da Texas Southern University, presenteou o presidente do TRE-BA, desembargador Mário Alberto Hirs, quando da recepção da comitiva pelo magistrado em seu gabinete (foto). Há três anos e meio cumprindo mandato, Adams lembrou que, apesar de semelhanças entre os processos eleitorais de Houston e do Brasil, não há naquele estado um sistema judicial eleitoral. 

“O sistema eleitoral no formato eletrônico é maravilhoso. Fazer o voto ser obrigatório é também uma forma de incluir os cidadãos numa parte do processo eleitoral”, opinou a parlamentar. 

A afirmação foi reiterada pelos cientistas políticos Michael Adams e Jew Don Boney, este último ex-vice-prefeito e ex-vereador de Houston e diretor de associação de combate a fome e a pobreza. “Estou francamente impressionado. Esse sistema é muito melhor do que o que temos nos Estados Unidos. Só gostaria de saber sobre as campanhas políticas e se aqui o dinheiro influencia tanto quanto lá”, brincou Boney. 

Intercâmbio
Também presenteada pela comitiva, a coordenadora da EJE/BA, Elke Petersen, aproveitou a ocasião para propor a implantação de um programa de intercâmbio permanente entre a Corte baiana e universidades estrangeiras. O intuito é estender para mais países o modelo de funcionamento da Justiça e do sistema eleitoral brasileiro.

Últimas notícias postadas

Recentes