TRE-BA reúne juízes eleitorais da Bahia para tratar sobre as Eleições 2018

Encerrado nesta terça (31/7), o VII Encontro de Juízes Eleitorais da Bahia foi realizado em dois dias, no Salão Nobre do Fórum Ruy Barbosa

Encerrado nesta terça (31/7), o VII Encontro de Juízes Eleitorais da Bahia reuniu, na capital baiana, juízes das cerca de 200 zonas eleitorais do estado. O evento, que durou dois dias, foi realizado no Fórum Ruy Barbosa e contou com a participação de juízes membros da Corte do TRE-BA, desembargadores e servidores do órgão. Na oportunidade, diversos workshops foram realizados, sendo as Eleições Gerais 2018 o tema norteador dos debates. 

O Corregedor Eleitoral Regional da Bahia, desembargador Jatahy Júnior, explanou sobre o tema “Poder de Polícia e aspectos controvertidos do fluxo de votação”. Em um bate-papo, o magistrado afirmou ser a transparência um dos principais elementos a serem buscados nas eleições. “Eu não tenho dúvida de que o ‘jogo limpo’ é essencial para a realização de um pleito tranquilo e é isso que devemos buscar sempre”, disse lembrando sobre as responsabilidades dos juízes eleitorais, responsáveis por “fiscalizar, receber as reclamações de zonas eleitorais, além de coibir excessos dos eleitores e candidatos durante o processo eleitoral”, completou. 

Em seguida, o juiz ouvidor Rui Barata Lima Filho comentou sobre o trabalho desenvolvido pela Ouvidoria do TRE baiano. “A Ouvidoria não mais se apresenta com aquela estrutura antiga de apenas registrar críticas, elogios ou manifestações desta simples natureza. O intuito agora é, de fato, fazer parte de um pilar sólido e firme de apoio deste Tribunal, de apoio à Corregedoria, como a gente vem fazendo com projetos educacionais, de conscientização e de combates às Fake News, por exemplo”. 

O Procurador Regional Eleitoral Cláudio Alberto Gusmão Cunha comentou sobre a atuação do Ministério Público Eleitoral nas eleições gerais. Logo em seguida, foi a vez do Comandante de Operações Policiais Militares, Cel. Paulo de Tarso Alonso Uzeda apresentar as estratégias que serão utilizadas para coibir - antes, durante e depois das eleições – os excessos por parte de candidatos e eleitores, além de acompanhar movimentações nas redes sociais para evitar confrontos entre militantes políticos. 

Por fim, os servidores do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), Anne Caroline Garcia (Coordenadora de Eleições e Logísticas) e André Luiz Cavalcanti (Coordenador de Equipamentos e Suporte), apresentaram os planos de ação do Regional Eleitoral para as Eleições 2018, além do sistema a ser utilizado nas urnas eletrônicas. 

TS

Últimas notícias postadas

Recentes